O COZINHEIRO DA FAZENDA

Hoje sou casado, não tenho nenhum pau amigo, então me divirto com algumas lembranças esperando o dia em que poderei revivê-las e agora partilho com vocês.

Assim que completei 18 anos, estava de férias à toa em casa e recebi o convite de um Tio meu para passarmos uma semana em uma fazenda do patrão dele onde ele ia trabalhar. Era longe e chegamos no finalzinho da tarde. Na parte da fazenda em que ficamos tinha um refeitório, um grande dormitório e um outro quarto que era o da gerencia onde ficaríamos e onde também ficavam o capataz e o cozinheiro. O cozinheiro era o Jair, me chamou atenção porque era um homem muito grande, meio fora de forma, de uns 50 anos, bem moreno, reparei que tinha mãos enormes e logo logo saberia que não era somente a mão que era enorme rsrsrs. No decorrer da semana meu tio lidava o dia todo, eu ficava lá junto dele, à noitinha íamos para o refeitório onde comíamos, juntamente com os peões e lá ficamos ouvindo as histórias, as piadas e claro as sacanagens e o pessoal tomava umas bebidas. O Jair era todo atencioso comigo, me dava umas olhadas, uns risinhos mas não coloquei maldade. No penúltimo dia, ou melhor na penúltima noite, estávamos no refeitório, todos bebendo e meu tio que adora uma cachaça acabou passando da conta, bebeu tanto que passou muito mal desmaiou e imediatamente foi levado pelo capataz e mais outro homem para o hospital da cidade próxima que ficava a quase duas horas de distancia. Com o mal estar gerado pelo ocorrido o pessoal foi embora até restar somente eu e o cozinheiro Jair, ficamos mais um pouco na cozinha e resolvemos então irmos para o quarto dormir, estávamos somente nós dois, eu fui tomar um banho quando de repente ele aparece, - se importa? Fiquei meio sem jeito e respondi – não?! Ele então começou com uma conversinha, - eu gosto bem de um rapazinho da cidade, eles são cheirosos e lisinhos, respondi – que papo é esse Jair? Ele riu e disse – é verdade! Eu comia sempre o filho do meu vizinho lá na cidade, minha mulher saía, ele logo vinha, ele adorava porque meu pau é muito grande. Ele já estava sem camisa somente de bermuda e deu um pulo entrando no Box comigo, eu levei um susto me apavorei com aquele homem enorme, minha reação foi de iniciar um choro e disse: – não, não, não, ele na mesma ora saiu pediu desculpas e voltou para o quarto. Terminei meu banho, ele se desculpou novamente e foi tomar o dele. Eu estava deitado somente de short porque estava um calor insuportável, ele saiu do banheiro somente de cueca e foi próximo de mim, quando vi o volume do pau dele fiquei meio que hipnotizado, mesmo na penumbra do quarto deu para ver que era grande mesmo, ele começou a conversar comigo foi me deixando à vontade aí tocou no assunto, pediu desculpas novamente, eu disse – que isso, vc é que me desculpe eu me apavorei vc é muito grande – sou grande mas muito carinhoso respondeu ele rindo, - deixa eu deitar aí com vc um pouquinho – Ah Jair isso vai pegar mal, o pessoal pode chegar – que nada eles vão demorar e a caminhonete faz muito barulho dá para ouvir. Antes que eu respondesse ele já estava do meu lado, colocou a mão na minha perna e começou a me acariciar, eu comecei a gostar e fiquei quietinho, - vira de ladinho, disse ele e eu prontamente atendi, - deixa eu te abraçar um pouco, não foi preciso nem responder, quase sumi dentro dos braços daquele homem, ele respirou no meu pescoço, começou a se esfregar em mim, eu arrepiei, senti o cacete crescer e me esfregar, nessa altura seu pau já estava fora da cueca, eu sentia ele quente como uma brasa, foi me alisando, lambendo meu pescoço, me segurando, me senti totalmente dominado por aquele macho, uma sensação que nunca tinha sentido, ele baixou meu short, eu deixei, ele molhou o dedo com saliva e começou a passar no meu cuzinho bem de leve, eu arrebitei e permiti, ele pegou minha mão e colocou no seu pau, gelei, era duro, grande, grosso, pulsava na minha mão, comecei a punhetar de leve, ele falou no meu ouvido, - há seu viadinho, sabia que vc ia gostar, eu sei eu conheço, tá bom ta? eu respondi com um movimento afirmativo, ele tentou me beijar, recusei na hora, nunca havia pensado na possibilidade de beijar um macho, ele então passou mais saliva no dedo e agora colocou dois no meu cuzinho, eu soltei um gemido baixinho e relaxei, ele então veio me beijar novamente, não resisti e aceitei aquela língua dentro da minha boca e chupei, nesse momento estava com o cacete na minha mão e levei na porta do meu cuzinho, foi o sinal verde, então ele falou: - quer me dar quer? Respondi com o mesmo movimento afirmativo – abre a bundinha meu viadinho, vou te fazer de putinha, ele começou a colocar devagarzinho, a dor era enorme, sentia minhas pregas se abrirem, reclamei mas ele realmente sabia o que estava fazendo, foi com jeitinho até que a dor se transformou em prazer, meu corpo todo se arrepiou quando senti aquela tora me invadir, aos poucos ele foi deixando a delicadeza de lado e mostrando seu lado macho, me pegou de jeito, com força, quando dei por mim eu já estava de bruços, com a bundinha arrebitada, aquele homem enorme sobre mim metendo e bufando como um touro, estavamos banhados de suor, seu cacete grosso rasgando meu cuzinho, eu gemia feito uma putinha, ele falava putarias no meu ouvido e beijava minha boca, quando de repente ele tremeu, soltou um gemido e disse: - agora vou te encher de leite viadinho – goza Jair, goza em mim, me enche de porra, foi quando senti o primeiro jato, ele não parava de meter e gozar, era tanta porra que começou a escorrer pelas minhas pernas, eu também gozei sem nem colocar a mão no meu pau e melei toda a cama. Ficamos por um momento imóveis, as respirações ofegantes foram voltando ao normal, quando tirou o pau do meu rabinho senti até um alívio, ele me trouxe uma toalha, eu me limpei e fomos para o chuveiro, lá ele me deixou à vontade começamos a conversar ele me disse para ter cuidado e que não se deve trepar sem camisinha, - agora né Sr. Jair???!!! Ele, bem safado, falou: - eu acredito que o pessoal não volta tão cedo, o seu tio não estava nada bem, amanha podemos acordar cedo e repetir, - que isso Jair, olha o tamanho do seu cacete? amanha não vou nem conseguir sentar, respondi – eu sei, mas amanha vc vai é mamar bem gostoso e tomar leite quente, dei um sorriso e já fiquei doido para chegar o outro dia, mas isso conto depois porque já ficou extenso demais e eu tenho que me limpar porque só de lembrar...                     


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario nando242424

nando242424 Comentou em 17/03/2016

nossa q delicia adoro esses machos rústicos hehe

foto perfil usuario

Comentou em 17/03/2016

delicia de conto votado

foto perfil usuario coroaaventura

coroaaventura Comentou em 16/03/2016

Coisa gostosa!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


80801 - O COZINHEIRO DA FAZENDA - FINAL - Categoria: Gays - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico marcvivi

Nome do conto:
O COZINHEIRO DA FAZENDA

Codigo do conto:
80426

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
15/03/2016

Quant.de Votos:
24

Quant.de Fotos:
0



pai fazendo sex com seu filho gay-quadrinhosquadrinhos pornocontos eroticos com fotosesposa negro praia telato eroticocontos eroticos arebentando hímen da novinhafode "fecundada" contoscizgi roman amanda sikis hikayelericonto erotico69 chupetaPirocudos pelados na naturezacontos eróticos 2 amigos e minha esposacontos eróticos publicados sobre encoxadasContos professora piranhacontos de corno namorada me trocou por um negaogay femboy dolaceradohomem malhando pelado do pau maior do mundo e do ovo grande comendo masagista5 داستان سکس لیمونادcontos eroticos trepando com o sograo 2leknegro19contos eroticos virgemincesto sexocontos eroticos gays seduzi um hetero apaixonado parte 2xana piluda cazeiracontos eróticos fui anfitrian de 3 amigos de meu maridoconto erotico macho escroto com putacontossexonovinhascontos de lambidas e fodaso encanador fudedor quadrinhos eroticshomem passa o pau no peito da mulher no onibus conto eroticoporno contos eroticos filhacontos eroticos do tempo da minha avóConto erótico putinha da famíliaconconto erotico minha mulher fude.do com o mednigogostosa faz bastante pra idosos nó asilo contos eróticosconto erotico bolinhando a irmaContos eroticos relatado por mulheres dentistameu irmão gigolô contocontos comi um cupapai sarado e tesudo me comeu de ladonão sabe mas é corno contorasguei o cu da minha enteada contoscontos porno de seducao de tiagay sex stories pdfcontos eroticos abusocasal bi fudendoesposa com caseiro conto eroticocontos eroticos em contagem mgmenage masculino verídico mulher viuva na zofilia com cao vira lataNifeta bem gostozaFotos erlticasconto gay sobre segurança do shoppingela me da de mamar enquanto vejo tv contoconto tia boqueteira no banhosexo zoofilia com mulheres do Uruguaicomtoeotico caucinha cherozinhaPrincipe impossivel casa dos contos de relacionamento gaycontos eroticos vou ao culto e meu cu fica piscandoconto erótico em imagens comendo a secretáriaContos esposa pediu pra.ajudar o subrinho.virgemconto erotico como tudo começou (mae e filho)Xvideo.pesasorContos erticos transando com velho na casa de repousoconto erotico fiz sexo com meu namorado numa casa abandonadacontos eróticos de velhos chupando bucetaoração para ser cornorapas dando cu pro negao e pedindo p tirarconto erotico chupando o garotinhoconto erotico fazenda casada veterinariacontos eroticos ele me bolinava fiquei loucaquadrinhos porno coroasiniciando minha filha contos eróticoscontos eróticos pivete sadomasoquistaconto erotico gravidaconto eroticos fuderam meu cuincesto desabafo contocontos erotico com estivador taradaoavo pelada e cu margarinacontos eroticos sou casada trai meu marido com o amigo dele consentimento do cornoguricom a pica grandecontos eroticos travestiContos eroticos gay ex presidiário"cuzinho ardendo" contoscontos eroticos ambientados no nordestequadrinhos eróticos shemale negra emrabado casaisConto gato zoofilia bundamulher vampira quadrinhos pornhistorias em quadrinho eroticoSó vídeo de maior duração gays de pica grande altas gozadaselenco secretaria submissa eroticoContos erotico corintiano enteado como empregadaconto levei um amigo pra abusar da minha mulher dormindocontos eroticos gay meu pai de vinte e dois anos bebado comeu meu cu quando eu tinha oito anosGeane morena fodendo ver fotosconto sexo gordo homemconto erotico marido flagra esposa trepando