Uma Jovem senhora casada e tarada.

Eu estava em MG, em férias e resolvendo algumas pendencias da chácara de minha família.
Nossa os primeiros dias foram entediantes, mas uns 5 dias depois a coisa começou a ficar interessante.
Conheci Sr. josé uns 60 anos e D. Luzia uns 52 anos, que me convidaram para um jantar, que aceitei prontamente.
Seu José, gostava de uma cachaça e já havia bebido o dia todo, na hora que eu lá cheguei ele já tava manguaçado kkk.
D. Luzia começou a reclamar dizendo que o homem não prestava mais pra nada...rimos muito, eu disse a ela nossa a sra tão jovem e falando assim deve ser triste.
Ela me disse menino kkk eu com 48 eu não to morta né e aqui no meio deste mato não tem nada pra fazer.
Eu disse é eu vi estes dias que estou aqui, também só fico na punheta.
Ela ficou tão surpresa com minhas palavras, que lhe pedi desculpas e me levantei pra ir embora.
Ela segurou em minha mão e o Sr. josé roncava no sofá, ela me pediu pra ajuda-la a leva-lo para a cama.
Claro ajudei, pois se tratava de um casal muito simpatico, ela me ofereceu um café, não aceitei pois havia tomado uma cerveja, novamente tentei me despedir...ela me disse fica mais tá cedo ainda...21:30 hrs, assista a novela aqui comigo.
Como ia ficar sozinho aceitei.
Ela se sentou a meu lado no sofá, e logo teve uma cena romântica e quente.
Ela colocou sua mão em minha perna e ficou alisando, nisto ...claro o volume em minha bermuda aumentou.
Ficamos vendo TV por um tempo. Uma hora ela se levantou para pegar amendoim na mesa, empinando sua bunda bem na minha frente. Ela usava uma calça de sarja, fininha, e na hora meu pau pressentiu boas novas.
Pegando o amendoim ela emendou:
- “Humm… Amendoim?!? Está precisando de reforço, é?”
- “Com uma bunda dessas na minha frente, não preciso, não!”
- “Deixa minha bunda em paz…”
Sentei atrás dela e a puxei para meu colo, fazendo-a sentar-se sobre mim. Comecei a alisar seus seios, enquanto punha a outra mão sobre sua xoxota.
- “Deixo, nada! Faz horas que eu quero comê-la, e você fica regulando…”
Ela era safada, e virando o pescoço começou a me beijar. Mexendo a cintura, e me excitando falava:
- “Querendo comer minha bundinha? Que coisa feia… Você é muito assanhado.”
Minha mão já estava por baixo da sua blusa, e meus dedos seguravam seu bico intumescido. Meu pau crescia embaixo dela, enquanto nossas línguas se enrolavam. Na verdade, o que começara como uma provocação tinha um grande fundo de verdade…
Ela tinha um belo traseiro e que rabo. uma delícia. Redondinha, firme, no tamanho certo e sempre arrebitada, ela sabia que eu estava louco de tesão e sabia que tinha que ser hoje.
Levantei a blusa dela, e comecei a chupar seu seio, enquanto ela abria meu zíper e tirava meu pau para fora. Logo começou a alisá-lo para cima e para baixo, deixando-o ainda mais duro. Eu alisava a sua perna e sua bunda, e já delirava imaginando meu desejo realizado.
- “Cacete, isso aqui está duro… Acho que você não precisa de amendoim, não.”
Falando isso, ela abaixou sua cabeça e colocou meu pau na sua boca. Senti o calor da sua boca ao redor do meu pau foi o estalo que faltava para me deixar tarado. Levantei, tirei a minha bermuda, e de pé, em frente a ela, comecei a socar meu pau na boca dela. Segurava sua cabeça, e a fodia compassadamente. Meu pau crescia e ficava cada vez mais duro. Pensei em ficar ali, fodendo aquela boca, até me acabar em sua garganta. Mas existia mais para fazer.
Antes que eu enchesse a boca dela com meu leite, interrompi a chupeta e levantei-a, abrindo a sua calça enquanto a beijava. Quando a sua fina calça caiu, pude ver, por cima do seu ombro a minúscula calcinha branca cobrindo o meu objeto de desejo. Alisei sua bunda, primeiro por cima do tecido da calcinha, e logo por dentro dessa, sentindo a maciez da sua pele. Tocar sua bunda era sempre um prazer imenso. Deslizei meu dedo pelo seu reguinho, e cutuquei de leve seu cuzinho. Mordendo minha orelha ela falou:
-“Para com isso… deixa meu rabo em paz!”
Mas ela falou isso com a língua em minha orelha, e apertando meu pau. Era hoje!!!
Me ajoelhei em frente a ela, tirando a sua calcinha e sentindo o perfume da sua xoxota, demonstrando que ela também estava excitadíssima. Colocando uma das suas pernas sobre meu ombro, e comecei a chupá-la. Logo ela estava gemendo, segurando minha cabeça entre suas pernas. Acabamos de tirar nossas roupas e deitamos no sofá, iniciando um meia-nove. Ela deitada sobre mim, segurava meu pau para cima e fazia-o desaparecer em sua boca gulosa. Enquanto isso, eu passava a língua na sua bucetinha, e brincava com meus dedos, penetrando-a.
Logo resolvemos partir a foda. Ela virou-se, ficando de frente para mim, e segurando meu pau encaixado na sua xoxota, começou a descer e subir sobre ele.
Eu segurava-a pela cintura, puxando-a de encontro a mim, e logo estávamos fodendo rapidamente. Sua buceta quente parecia morder meu pau. Minha mão alisava a sua bunda, enquanto ela colocava seu seio na minha boca. Ficamos uns minutos assim, e era claro o tesão dela crescendo.
Comecei a brincar com o dedo no rabo dela, e ela foi ficando cada vez mais excitada. Logo estava falando bobagens no meu ouvido, e acelerando o ritmo, em pouco tempo gozou sobre mim.
Fomos diminuindo o ritmo. Ela deitou ao meu lado, e ficou brincando com meu pau, duríssimo. Mexia nele, me provocando, me punhetando. Coloquei ela deitada sob mim, de pernas abertas, e encaixei meu pau novamente na sua xaninha.
Recomecei a bombar, a princípio lentamente, e aos poucos aumentando o ritmo. Ela logo recomeçou a gemer. Eu já me segurava para não gozar, de tanto tesão, mas queria prolongar aquilo ao máximo. Eu sabia que para conseguir meu intento ela precisaria estar ligadona. E segui fodendo aquela coroa gostosa. Percebi que não daria para segurar muito tempo mais, e resolvi curtir uma das coisas que mais gosto de fazer comer de quatro, encoxando aquela bunda que tanto me excitava.
- “Vem, vira…”
- “Não… o quê você pensa que vai fazer?”
- “Relaxa… só quero comer você de quatro. Vem, você vai gostar e eu gosto. ”
- “É… você está cheio de idéias! Nem pense nisso, hein.”, disse isso já virando.
E ai foi o olhar que a denunciou… O jeito como ele olhou para trás, com aquela cara de safada que ela fez queria me instigar, e deu uma piscadinha discreta, que me deram a certeza: Eu comerei aquele rabo.
Olhei para baixo e fiquei tarado, pela sua bundinha redondinha, e aquele cuzinho rosado piscando. Comecei a esfregar o pau naquele rego, encoxando-a, provocando-a. Passei a cabeça do pau do seu buraquinho, de propósito, mesmo sabendo que não era a hora, só para provocá-la. Do jeito que eu estava, se tentasse comer o rabo dela gozaria na hora. Eu queria curtir cada momento daquela foda.
Coloquei o pau na sua buceta e comecei a bombar. Ela também estava adorando aquilo, e logo começou a gemer junto comigo. Ela era muito gostosa, e estava foda segurar. Alguns minutos assim e eu sentia meu como se fosse explodir. Avisei ela que eu iria gozar.
- “Vem, gata… põe a boca aqui que eu não agüento mais!!!”, foi como ligá-la na tomada! Como aquela coroa gostava de porra.
- “Me dá! Vem, goza na minha boca…”
E dizendo isso ajoelhou na minha frente, segurando meu pau na direção da sua boca. Tirei a mão dela e batendo uma punheta, apontei para o seu rosto e explodi em um gozo melado. Meus jatos pegaram seu rosto, boca, cabelo, enfim o quê estava pela frente… Não satisfeita, ela ainda pôs meu pau na boca e ficou sugando-o, deixando ele brilhando.
-“Cacete, que gozada!”
- “Viu? Nem precisou comer minha bunda para ser bom.”
-“Quem te disse que acabou? Vamos fazer isso agora, com calma.”, disse passando a mão na sua bunda gostosa.
Ficamos brincando um pouco, deitados de lado no sofá, eu alisando a bunda dela, e ela alisando o meu pau. Logo meu dedo estava cutucando o rabo dela, e meu pau começava a dar sinal de vida novamente. Resolvemos que aquilo precisava de mais espaço, e subimos para o quarto de visitas, onde havia uma escada para subir, aproveitei que ela ia na minha frente, e segurando a bunda dela na altura do meu rosto, enfiei minha cara ali. Comecei a beijá-la, chupá-la e lamber suas nádegas, e afastando-as, coloquei minha língua no seu cuzinho.
Ela rebolava sua bunda na minha cara, e eu já não via a hora de botar meu pau lá dentro. Chegamos ao quarto, e eu a deitei de barriga para cima na cama. Abri suas pernas e cai de boca novamente na sua xaninha. Enquanto chupava-a, fui introduzindo primeiro um, e depois dois dedos no seu rabo. Ela gemia feito louca. Meu pau já estava duríssimo, de novo. Passando por cima dela, coloquei-o na altura do seu rosto. Ela mais do que depressa o abocanhou, e começou um novo boquete.
Mas estávamos lá para outra coisa… Virando-a, coloquei-a de quatro, com a bunda bem empinada.
- “Vai devagar… Se doer, eu paro.”
Ignorei… Esfregando meu pau na entradinha, sentia que ela rebolava deliciosamente. Encostei a cabecinha e fiz uma pressão. Meus dedos e monte de saliva já haviam facilitado a entrada, e de mais a mais, claramente não era a primeira vez que ela fazia isso.
Logo minha cabeça estava dentro do cuzinho dela. Segurei sua cintura e gentilmente comecei a me mexer, enfiando a cada estocada mais um pouco do meu na sua bunda. Ela gemia baixinho, mas não fazia menção a reclamar. Logo levantou os ombros, e safadamente começou a mexer a cintura com mais vontade.
- “Assim que você queria me comer? Vem… fode minha bunda!”
Os últimos centímetros que faltavam do meu pau foram devidamente empurrados para dentro do cú dela. Que delícia sentir meu corpo encostar na bunda dela. Passei a meter forte, tirando mais da metade do pau, e pondo de novo.
Ficamos assim longos minutos, com o tesão crescendo cada vez mais.
Sua bundinha redonda, durinha,desenhada deliciosa, engolia perfeitamente meu pau duríssimo. Enfim, meu sonho de consumo estava se realizando, e aquilo era uma delícia. Pouco a pouco meu pau foi ficando, se é que isso era possível, cada vez mais duro, e o gozo era eminente.
Em mais algumas estocas tornou-se impossível segurar mais. Saquei meu pau do seu cuzinho e apontando para sua bunda, gozei. Gozei longamente e, a devido a distância, errei a sua bunda. O tesão era tanto que meus jatos de porra passaram direto por cima da sua bunda, indo bater no seu cabelo. Os seguintes foram caindo sobre as suas costas, fazendo o que D. luzia definiu como um “banho de leite”.
- “Olha só o quê você fez comigo… Estou encharcada!”, reclamou ela, em tom de falsa bronca.
Ela precisou de um banho rápido para poder se recompor, enquanto eu ficava rezando para o Sr. José não acordar, já que seria impossível explicar a minha presença na casa até aquela hora, mas no final tudo deu certo.
Eu lhe disse:Nossa que delicia de rabo...ela me respondeu.
-“Meu cuzinho não é para qualquer um… Você tem que merecê-lo!”, disse ela, me provocando.
- “E agora? Eu finalmente passei a merecê-lo, sempre que eu quiser?”
- “É, não posso negar que você mandou bem… Quanto ao futuro, vamos ver. O importante, se você quiser fazer isso de novo, é continuar me fazendo gozar gostoso. E ai, vai tentar?”
Ahhhhh… olhem, descidamente eu comprei essa aposta.
Claro quase todos os dias ela levava bolos e salgados para mim.
Voltei até mais fofinho kkk
Espero que curtam e comentem abraços

Foto 1 do Conto erotico: Uma Jovem senhora casada e tarada.

Foto 2 do Conto erotico: Uma Jovem senhora casada e tarada.

Foto 3 do Conto erotico: Uma Jovem senhora casada e tarada.

Foto 4 do Conto erotico: Uma Jovem senhora casada e tarada.

Foto 5 do Conto erotico: Uma Jovem senhora casada e tarada.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 04/08/2016

Que delícia de MASTRO chocolate! Mamaria com prazer, nessa TORA! Betto

foto perfil usuario biabissex

biabissex Comentou em 22/01/2016

Amei o conto e mais ainda as fotos desse pau negro. Me imaginei de quatro com vc todo enterrado no meu rabo.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


75168 - Minha visinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
75173 - Como comi a irmã da vizinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
75345 - Uma ninfetinha gostosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 13
75348 - A Japinha gostosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
75403 - Carnaval(inesquecivel) na praia de nudismo - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
75411 - Carnaval(inesquecível) na praia de nudismo parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
75489 - Aula de Sexo para a novinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
75516 - Um desabafo e real/ quero amar de verdade... - Categoria: Fantasias - Votos: 5
75572 - W Drácula e suas chupanças...uma historia de T.... - Categoria: Fantasias - Votos: 1
75573 - A historia de Maria sem bunda - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
75755 - Recebi a visita de Mamãe noela - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
75763 - O lado bom da traição consentida - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
75772 - Carnaval(inesquecível) na praia de nudismo parte 3 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
75821 - Symoninha a viciada em sexo, um sonho realizado. - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
75823 - Um casal bem liberal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
75824 - A escrava loira e seu rabão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
75847 - Uma coroa muito gostosa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
77764 - Comendo a Personal Capixaba - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
77765 - Comendo a Personal Capixaba - Parte II - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
77766 - Minha linda e doce Ninfeta - Categoria: Heterosexual - Votos: 19
77864 - Louco desejo por uma mulata deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
77869 - Coisas de Muleke, o rabinho dos sonhos - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78248 - Panela velha faz comida boa, que coroa deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
78263 - Neguinha, virgem, tarada e sedutora - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
78268 - Neguinha, virgem, tarada e sedutor - Parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
78270 - Pecado da carne, desejos de um sedutor - Categoria: Fantasias - Votos: 1
78514 - Uma ruivinha deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
78523 - Mineirinha pervertida - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78526 - Morena sensação - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78528 - Trepei com a morena no onibus circular - Categoria: Exibicionismo - Votos: 1
78562 - Puro tesão, o ponto G de Iasmim - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
78565 - Puro tesão, o ponto G de Iasmim parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
78568 - Marina(prima)loira Marina que me encantou - Categoria: Incesto - Votos: 8
78655 - Salvando Marina - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
78769 - Titia bêbada perdeu as pregas - Categoria: Incesto - Votos: 14
78789 - Suzana uma cadeirante ...Eficiente até demais - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
78848 - UM CASAL MAIS QUE ESPECIAL - Categoria: Fantasias - Votos: 4
79041 - VIUVA, CRENTE E QUENTE - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
79059 - SOFRI, CHOREI,CAGUEI + QUE DEI AHHHH DEI - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
79235 - MINHA FREIRA, MINHA NINFA ENFERMEIRA. - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
79658 - MINHA AFILHADA VIROU MINHA CADELINHA - Categoria: Incesto - Votos: 12
79691 - EU E JU SAPEKA NUMA PRAIA DE NUDISMO - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
79695 - LIVIA A NINFA NINFOMANIACA - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
79862 - AVENTURAS TESUDAS C/DANI BAHIANINHA/SYMONINHA - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 6
79924 - CARROTEL - UMA FODA FASCINANTE - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
81315 - 1 É BOM, 2 É NORMAL 3 É OTIMO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
81336 - 1 É BOM, 2 É NORMAL 3 É OTIMO 2a Parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9

Ficha do conto

Foto Perfil wabs09
wabs09

Nome do conto:
Uma Jovem senhora casada e tarada.

Codigo do conto:
77749

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
21/01/2016

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
5



safadinhasnocolegioamor e incesto com minha avo contos eroticosloiros dotadosconto erotico meu filhoultimos contos sadomarido banheiro cadela conto eroticoconto eritico gozou sem avisarconto gay com amigo brincalhãovestiram o motorista pegando gata na baladavideos pornol munher olha homem batendo. punheta e olha e estrupada a fossaConto no cu do meu amigogrelo lindoconto erotico corno esposa chapadAcontos eroticos exibicionismocontos veridico meu marido e eu pensava que era mulher mais tivemos a supresa era uma travesti bem dotadadespindo a irmã dormindoconto gay anos porto de galinhasconto erotico novinhaConto erotico buceta velha inesquecifelconto erótico emprestei minha esposacontos de menage masculiniconto erótico deixei ele sem andardiarista tesuda trepando com patrão contoconto erotico sala de aulatesao na quarentena,contosquadrinhos eróticosde travesti comendo o pedreiroputaria mozpai e filho gays sexo desenhoscontos eróticos lesbicos da eurapalésbicas usando cinta penianacontos o negao me comeu no mato da estradacontoeroticosdecornomenino nao resiste ao ver a sua mae dormindo so de calcinha acaba metendo seu penes no cu delafudendo com a mulher do.pastor conto eroticoconto xxx vendedoratiu napraia contosconto erotico no dia seguinte eduardo veio me buscar pela manhabuceta pro maninho separado contosConto erotico 2019 reais mae filhoconto marcelo comeu minha mulherNatalia transformação contos eróticos 5pagode porno grelo gosadotrepdas gentisRacha das bucetasbuceta gsa detu ncontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigaSexo gostoso contoai ui tio safadocontos:pênis do meu filho endurecevelha goza no pauzao contoskomik ngentot terbaruCasais tarados2bucetao da sogracontos eróticos meu genro comeu meu c******conto incesto desabafo de uma mae capitulo xieroticotransando com cunhada mais sobrinhacontos de machos que experimentou um boquetequadrinho porno freirabucetaclitoriograndeconto erotico cumplicidadecontos gay calcinha inversaoquadrinhos porno de pai e filho em portuguêscontos casado by o dia que eu goseipelo cu gostosoem cotral a mamae de seu amigo dormindo sem calisinha pornConto erotico minha irmalllfiz anal com meu filhocontos veridico de incesto irma nao aguento o mega pauzao do seu irmao no cuultimos contos sadocintia lamark contos eróticoscontos eróticos de mamaes mal amadas aprendendo a gozar com seus filhoscontos eroticos com travesti do pau grandecontos eróticos evangélicaconto erotico da viuvacontos eroticos panela velhacontos eroticos meu tio comeu minha esposaconto eurotico de garotinha bem novinha virgen ser vendeno doce e o corpocontos eroticos de smQuadrinho erotico com negaocontos eróticos era menina mas aguenteiporn vidio belinha com calsinha ao lado da vajinaLer conto meu genro comeu meu cu na beira da piscina e meu marido nos olhava e se masturbavacontos eróticos sua revista grátisvariedades de conto quadrinho nacional corno manso pornôcontos eroticos gay putinhacontos lesbicas dominadacontos eroticos: exibindo a picatodos vovo rabudaspapi dando lisao de picá na filhadescobri a traiçao da minha mulher e me vinguei conto eroticoconto erotico de baixo da cama