MINHAS IRMÃS VI

Entrei no meu quarto e me joguei na minha cama. Estava ansioso, excitado, confuso e aquela visão só me deixava ainda mais perturbado.
Passado algum tempo me levantei e fui para a cozinha, esquentar o almoço que minha mãe sempre deixava preparado antes de ir para o trabalho. Estava atrasado, mas o trabalho era a menor das minhas preocupações.
Enquanto esquentava o almoço no micro-ondas Sandra ligou para o meu celular e perguntou como estavam as coisas. Contei a ela que havia falado com Érika sobre o que tinha acontecido com a gente e ela quis saber a reação da nossa irmã. Eu disse:
- Ah irmã, ela agiu normal , mas...
Sandra pergunta com curiosidade:
-Mas o que Lucas?
Eu disse:
- Acho que ela ficou excitada mana!
Sandra perguntou novamente:
-Porque você acha isso:
Eu respondi:
- Porque ela estava de calcinha e vi rapidamente que ela ficou molhada.
Sandra riu e falou:
- Vc anda olhando pra a buceta da caçula também seu tarado?
Eu também ri e disse:
-Ah irmã, é que ela estava de calcinha e sentada de pernas abertas pra mim e depois...
Depois o que, perguntou Sandra.
Eu a vi tocando uma siririca com vontade em cima da cama.
Sandra diz:
-Safado! Já vi que não vai resisti e vai comer a Érika também. É isso que dá ter irmãs gostosas e ser um irmão tarado.
Eu ri alto e disse que iria desligar, pois tinha que almoçar para ir pro trabalho. Sandra me mandou um beijo, me chamou de gostoso, se despediu e desligou o celular.
Estava almoçando na mesa da cozinha quando Érika entrou vestida como sempre, apenas com um short azul minúsculo de lycra e com uma blusa que ia até o seu umbigo. Em outra situação eu nem a desejaria, mas tinha fodido com a minha irmã mais velha e não tinha muito tempo que havia visto ela se masturbando e gozando em sua cama.
Érika estava com a fisionomia desconfiada e perguntei a ela se estava tudo bem. Ela respondeu que sim e que também iria almoçar para ir para o cursinho pré-vestibular.
Pegou o seu prato com o almoço, colocou para esquentar e sentou-se à mesa comigo. Almoçamos sem trocar muitas palavras. Terminei primeiro, lavei meu prato e disse a ela que iria tomar banho pra ir pro trabalho.
Fui trabalhar e Érika para o cursinho e assim foi seguindo a semana. Nós nos víamos apenas de noite quando eu chegava do trabalho ou pela manhã antes do almoço e continuávamos a conversar como sempre, mas devido a correria do dia a dia não parávamos muito em casa. Eu de certa forma estava evitando Érika, pois não queria que rolasse com ela o que aconteceu entre Sandra e eu.
Quando chegou à quinta feira Érika pediu a nossos pais pra passar o sábado na casa da sua amiga do cursinho, pois iria sair na sexta e para não voltar pra casa ficaria por lá mesmo por ser mais perto. Meus pais não deixaram e Érika ficou furiosa e começou a dizer que não era mais criança, que aquilo era ridículo.
Meus pais sempre protegeram Érika demais, acho que com medo de que acontecesse com ela o que aconteceu com Sandra, de sair cedo de casa para morar só. Eu por outro lado sempre fui tido como muito responsável e tinha confiança de meus pais. Sempre fui um bom rapaz, trabalhava e não tinha problemas com bebidas, drogas ou brigas.
Érika veio me pedir pra falar com eles para que a deixassem sair com os amigos. Já era tarde e eu já me preparava para dormir. Estava com um short folgado e Érika já estava com a sua roupinha de dormir. Eu disse que falaria no outro dia, pois eles também estavam irritados com ela e poderiam não liberar.
Ela veio me abraçar e começou a me agradecer. Ela ria e apertava minhas bochechas dizendo que eu era seu irmão lindo, nossos corpos estavam próximos e aquele contato começou a me deixar excitado.
Desde a segunda de manhã, quando eu havia transando com Sandra eu não havia transado com mais ninguém, nem mesmo havia me masturbado para me aliviar e aquele cheiro de fêmea estava começando a mexer com a minha libido.
Resolvi afastar o corpo de Érika do meu, mas ela resolveu me abraçar e dizendo que faria qualquer coisa para agradecer. Eu disse que não precisava e que a felicidade dela já era suficiente, mas Érika insistia e olhando pra baixo começou a alisar levemente a minha barriga.
Não sei vocês, mas eu tenho a barriga muito sensível e com aquele toque feminino comecei a ficar excitado. Érika estava olhando pra baixo e com certeza via o que estava crescendo dentro do short. Eu já estava cedendo com aquele carinho na minha barriga, que cada vez descia mais e não tentava mais afastar o corpo dela do meu, apenas fechei meus olhos e me entreguei.
Érica levantou a cabeça, me olhou e disse com a mão próxima ao meu pau que crescia que desde domingo ela não parava de pensar na minha pica dura e Sandra segurando ela. Disse também que teve vontade de segurar , mas como nossos pais tinham chegado ela teve que se controlar.
Aquela vozinha sussurrada e aquele toque estavam me deixando cada vez mais excitado. Não me controlei e puxei o corpo de Érika contra o meu e comecei a apertar aquela bundinha dura e gostosa.
Meti um dedo por debaixo do tecido apertado e tentei achar a sua bucetinha inchada enquanto começava a lamber e morder o seu pescoço. Érika já começava a respirar forte e suas mãos já apertavam o meu pau que latejava ainda coberto pelo tecido do short, mas que foi liberado por ela.
Começamos a nos beijar e eu tentava afastá-la um pouco para chupar os seus seios, mas ela não deixava.
Nossos beijos eram cheios de desejo e ansiedade, como se aquilo tivesse sido reprimido por muito tempo e agora estava liberado.
Érika começou a morder a o meu peito e disse para eu me sentar na cama. Obedeci a minha irmã mais nova que veio na minha direção e falou no meu ouvido:
- Fica quietinho e deixa eu fazer uma coisa que eu não paro de pensar desde domingo.
Ela começou a chupar a minha orelha, mordiscá-la e foi descendo. Passou pelo meu peito desceu pela minha barriga e a sua língua não parava de me lamber e a sua boca de beijar o meu corpo. Era demais sentir aquilo e o perigo de meu pai ou minha mãe acordar e nos pegar no flagra aumentava ainda mais o tesão.
Chegou na minha pica que estava dura, quase explodindo e começou a morder a cabeça lentamente. Com uma mão segurou o meu membro e começou a bater na língua. Érika me surpreendeu, jamais iria imaginar que a minha caçulinha era uma boqueteira gulosa.
Começou e chupar minha rola devagar, com uma mão me punhetava e a outra ela usava para se masturbar. Foi acelerando enquanto babava e tentava engolir a minha piroca.
Érika olhou pra mim e começou a dizer que a Sandra não sabia o que tinha perdido por não ter chupado a minha rola, que ela queria leitinho na boca. Não me aguentei ao descobrir que tinha outra putinha como irmã. Me levantei, segurei a sua cabeça e comecei a fuder a sua boca. Metia forte e fundo que até dava ânsia de vômito nela. Tirei a sua mão e comecei a bater uma punheta enquanto ela não parava de me chupar, mas o que eu queria mesmo era sentir o gosto daquela buceta.
Levantei Érika, joguei-a na cama, abaixei o seu shortinho e cai de boca naquela buceta gostosa. Comecei a chupar e dava atenção especial ao seu grelo que não era pequeno. Chupava forte e a deixava louca ao ponto dela colocar um travesseiro no rosto para abafar os seus gritos.
Lambuzei um dedo, meti no seu cuzinho quente e comecei a movimentar mais rápido. Érika não resistiu e gozou e eu bebi todo aquele mel que escorria da sua buceta deliciosa.
Continuei metendo o dedo no seu cu e chupando a sua buceta enquanto me masturbava e senti que também iria gozar. Avisei a Érika que o gozo estava vindo e ela disse que queria provar. Fiquei de pé com a minha irmã sentada em minha cama me mamando gostoso.
Não segurei mais o gozo e despejei a porra acumulada da semana toda em sua boca. Érika parecia que iria engasgar ao tentar engolir tudo, pois era muita porra mesmo. Continuava chupando meu pau que pulsava e golfava em sua boca.
O que me deixava puto era que eu não podia gritar nem urrar de prazer. Tive que morder meu dedo para não acordar meus pais com o meu gozo.
Quando eu terminei de gozar Érika ficou lambendo a minha barriga e o meu umbigo, levantou-se e disse que eu não precisaria mais falar com nossos pais, pois ela tinha outros planos para o fim de semana.
Nos beijamos e eu ainda sentia o gosto da minha porra na sua boca. Ficamos um tempo abraçados e depois ela levantou e foi para o seu quarto, eu fui ao banheiro me lavar e voltei ao meu quarto para dormir pois o dia seguinte prometia.
CONTINUA...

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario wilson.metler

wilson.metler Comentou em 01/12/2016

beleza de conto, gozamos gostos eu e Carla lendo seus contos.

foto perfil usuario addoroincesto

addoroincesto Comentou em 26/10/2014

eu só consigo ler outros tipos de contos, só de incesto, isso me dar um tesão incontrolavel, gostei da historia com a Sandra, e o resto da historia.

foto perfil usuario addoroincesto

addoroincesto Comentou em 26/10/2014

eu só consigo ler outros tipos de contos, só de incesto, isso me dar um tesão incontrolavel, costei da historia com a Sandra.

foto perfil usuario nicosantpar

nicosantpar Comentou em 08/10/2014

seus contos estão entre os melhores daqui;todos votados,..

foto perfil usuario bianor

bianor Comentou em 17/08/2013

Nossa foi muito bom este conto publica mais não demora cara abraço e dar por mim um bju na piriquitá de cada uma quando for foder com elas

foto perfil usuario awcroque

awcroque Comentou em 25/05/2013

Excelente, muito bom, continua, aguardo com ansiedade o próximo...

foto perfil usuario bobby

bobby Comentou em 10/03/2013

muito gostoso seu conto, transo com minha irma desde sempre se eu tivesse 2 ahhh

foto perfil usuario ordau

ordau Comentou em 13/02/2013

nem tem como resistir a uma caçula dessa!!! Só falta atacar as duas!!!!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


24662 - MINHAS IRMÃS I - Categoria: Incesto - Votos: 23
24701 - MINHAS IRMÃS II - Categoria: Incesto - Votos: 16
24706 - MINHAS IRMÃS III - Categoria: Incesto - Votos: 18
24723 - MINHAS IRMÃS IV - Categoria: Incesto - Votos: 19
25154 - MINHAS IRMÃS V - Categoria: Incesto - Votos: 14
88038 - MINHAS CUNHADAS I - Categoria: Incesto - Votos: 5
92594 - MINHAS CUNHADAS II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7

Ficha do conto

Foto Perfil incestuosocam
incestuosocam

Nome do conto:
MINHAS IRMÃS VI

Codigo do conto:
25823

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
11/02/2013

Quant.de Votos:
23

Quant.de Fotos:
0



conto erótico eu emprestei o banheiro a esposa do amigo pra mim ver ela nuaconto erotico shortver contos eroticos perfil mamaeousadacasa dos contos fudendo namorada cunhada e maezona todas putonasminha primeira dpfilme porno mulher com o capeta no corpo virando o olho de tanto se masturbacontos eróticos bdsmCONTOS EROTICOS MEU PRIMO FELIPE.Quando do cu meu marido manda ele manda me chama puta cachorracontos eroticos mae transforma sissyrevista em quadrinhos pai chupando a b***** da filha até ela se ela todinho e Mexe só no c* delacontos gays fui depilado e usar calcinhaperdi as preguinhas do cu quando era pequenacorno de caminhoneiro contosconto porno comi minha maea tia de camila contos eroticosperdi as preguinhas do cu quando era pequenaporno na praia de nudismo homens com pau monstrospornohup irmaos novinho virgemcontos amante de pegadawww.souloucoporbuceta.com.brgibis pono volei sexoal entre uma mamãe e uma titia com bucetas muito deliciosas 2contos eroticos fui castigada e fiquei excitadapescadordebucetasmaegravidafilhocontoporno em quadrinho milfcontos eróticos vou te arrombar toda sua vagabundaminha irma me pegou nu e fudeu comigoscanalhacontos heroticos com fugitivosTranzei gostozo com meu melhor amigo numa noite chuvosacoroa suplica rola do negaocoroa grisalho com uma chapeleta muito grande comendo um garoto novinhocontos corno felizconto erótico mocinhaContos eroticos de travecos avantajados.contos eroticos ordenhaconto erotico acordando com uma bela chupadacontocasadasafadinhadei boa noite cinderela no meu padrasto pauzudoconto erotico com fotos/ rabo da maeputa das amigas contoinquilina paga aluguel mama maior pica sexo videosmeu marido não da conta do meu fogo virgindade tinder contos eroticoscasado hetero fraga sublinho nu sedus o novinhoconto erotico dona de barminha esposa me fez sua escrava e puta conto eroticomulhe cu vigidas video foto. pes. pes. pesa cor do pecado 2 contos eróticosConto erotico corno capixabacontoerotico.escontos eroticos professora casadaquadrinho gay porno amigosconto bundonacontos eroticos no povoadoconto a pregadora da igreja safadaconto erotico: meu pai e seus amigos me comeram gostosoquadrinho porno vida realprofessora porn maeContos heroticos lactofiliapueguei mamae em zoofilia em quadrinho eroticoporno zoofilia enchendo um copo com porra de cavaloconto erotico virei uma linda mulhercontos veridico de incesto cunhada casada fode com o cunhado pra pagar dividaporn comicsFiquei louco quando percebi que sua esposa estava sem calcinha contopoliciais conto eróticomila adoro ser encoxadavacilei e engravidei do meu filho conto incezto