Chupando e dando pro desconhecido na rua

Mais uma situação muito excitante que passei no final de semana passado...
Era sábado, estava no tédio em casa e morrendo de tesão. Não consegui nada nos apps da vida, então resolvi pra ir atrás de pelo menos um banheirão.
Fui parar na Estação das Docas, que é um local bastante movimentado, não só de gente daqui de Belém, mas também muitos turistas.
O local, apesar do fluxo grande de pessoas, é conhecido pelas putarias que rolam em quase todos os banheiros que tem lá.
Cheguei, não estava muito cheio. Fui logo entrando em cada banheiro discretamente pra não levantar bandeira.
Eu tava uma delicinha modéstia parte, todo de preto, com uma calça daquelas adidas que marca bem a bundinha.
Precisava arrumar um macho.
Pra minha tristeza o movimento tava bem fraco nos banheiros. Um entra e sai muito grande, além de nenhum cara ter me atraído (não tenho problema com aparências etc, mas o cara precisa me despertar desejo em alguma coisa, o que não aconteceu).
Resolvi esperar um pouco, já era cerca de umas nove horas da noite.
Me sentei bem de frente pra um cara sem segundas intenções, mas dava pra ficar olhando quem entrava no banheiro mais próximo.
Quando percebo o cara ficava me olhando de vez em quando, e nos momentos que eu olhava pra ele, ele continuava olhando com um leve sorriso no rosto.
Nem acreditei, o cara era um cafuçu muito gato, bem pinta de paizão novo hétero discreto, mas tava ali dando em cima mesmo.
Como fui descobrir depois, o Carlos tinha 35 anos, um corpo médio bem forte, barriga saliente, cerca de 1.70 de altura, olhos castanhos claros, o que deixava o rosto dele bastante charmoso, uma barba de leve, e tava vestindo uma camisa estilo t-shirt preta, com um shorts de tactel vermelho e tênis.
Em uma das olhadas ele colocou uma das mãos entre as pernas e deu um leve aperto na mala, saquei na hora qual era a dele.
Me levantei e fui rumo ao banheiro pra ver se ele ia atrás. Fiquei no mictório, esperei esperei e nada.
Saí do banheiro e quando vi ele tava se levantando como se fosse embora. Ele virou, me olhou e foi andando.
Fiquei puto, achando que ele só tinha atiçado e ia embora, mas vi que enquanto ia andando ele olhava pra trás pra ver se eu tava acompanhando.
Nessa resolvi ir atrás mesmo, ele tava indo rumo a parada de ônibus, que a essa altura já tava com pouco gente por causa do horário.
Ele estacionou próximo de uma árvore, e eu fui me aproximando devagar... Ele não tirava o olho de mim.
"E aí?" fui chegando perto e dando a mão pra apertar.
"Tranquilo rapaz?" ele falou com uma voz rouca apertando minha mão bem forte.
E quando eu menos esperto, ainda segurando a minha mão, ele passa bem em cima do volumão dele.
O shorts vermelho realçava bem a mala pro lado, que parecia ser bem grossa.
Papo vai, papo vem, perguntei pra ele se ele tinha local pra gente curtir já que eu não moro sozinho, mas ele não tinha também.
Já tava triste, pois ia perder aquele macho que tava me deixando louco, o jeito que ele falava era tão sexy, fiquei imaginando eu percorrendo aquele corpo todinho com a minha boca.
Falei pra ele que eu precisava ir pra outra parada esperar meu ônibus e ele segurou a minha mão "Espera aí, não vai embora assim não".
"Pow mas a gente não tem local" falei encostando na mala dele de novo, mordendo meu lábio.
"Clama, vem aqui comigo" falou ele atravessando a rua.
Do outro lado da parada, já ficava o acesso ao comércio de Belém, que fica só com as barracas vazias durante a noite, além de ser cheio de ruas estreitas, o que descobri ser um ótimo lugar pra uma foda.
Assim que entramos numa ruazinha, eu passei pra frente dele, e não deu em outra, ele meteu a mão na minha bunda e já veio me encoxando por trás.
Senti que o pau dele não baixava também, devia tá no mesmo tesão que eu.
Paramos numa barraquinha bem escondida, com uma lona azul, o que se tornou o local perfeito.
Me agachei sem pensar duas vezes e fiquei passando meu rosto naquela pica por cima do short (adoro fazer isso).
Ele me puxou pra cima, agarrou minha bunda por cima da calça com as duas mão e me deu um beijo muito gostoso.
Abri o velcro do short dele e, ainda beijando, peguei naquela rola quente. Já tava doido pra saber o que me esperava.
Me agachei de novo e por fim coloquei aquele porrete de carne pra fora.
Caralho!!! Uma rola bem grossa, reta, cerca de 18cm, umas bolas cheias e grandes, a cabeça bem proporcional a pica... Salivei só de olhar.
Passei a língua na cabeça toda babadinha e fui aproveitando cada centímetro daquela pica.
Vi que ele baixou o shorts até o joelhos e aproveitei pra apertar a bunda e as pernas do meu macho.
Eu chupava a pica com uma vontade, queria guardar bem o gosto daquele homem. Tive até que botar meu pau pra fora, pois não tava me aguentando.
Engoli as bolas com cuidado enquanto batia uma pra ele. Ele gemia com muito tesão.
Me levantei de novo e ele prontamente já veio pegando na minha bunda de novo.
Baixou minha calça e pode ver meu bundão que tava desejando uma pica.
Tirei uma camisinha da carteira e ele não se fez de rogado. Abriu e foi colocando no seu mastro.
Enquanto ele colocava eu beijava ainda mais aquele homem. Ele beijava meu pescoço, ia passando a língua no meu rosto na minha orelha, tava uma coisa de louco.
Me virei e empinei bem o rabão e ele mirou no buraco.
Meu cú é apertado, então sempre é um pouco difícil pra entrar, mas o tesão tava muito mais forte.
A cabeça entrou, eu dei um leve gemido, mas deixei a pica lá.
Ele segurou na minha cintura e eu fui rebolando bem devagar pra pica ir deslizando até entrar toda do meu cuzinho.
Quando eu percebo lá está a virilha peluda do meu macho encostando na minha bunda lisinha.
De vez em quando passavam algumas motos e uns carros, mas eu já nem ligava... Todos passavam rápido pelo menos.
Com a pica no meu cú, ele começo a socar e pegou no meu tórax por dentro da camisa, até chegar nos meus peitinhos.
Nisso ele sussurrava no meu ouvido "Tava olhando pra minha rola né?", eu só gemia, tava tomado pelo tesão já.
Eu virava de lado pra beijar bem ele, e cada hora ele socava com mais intensidade.
Fiquei preocupado pelo barulho que tava fazendo, e ele disse que ia gozar na minha boca então.
Me agachei de novo e comecei a dar as últimas mamadas no meu safado.
Ele empurrava a pica inteira na minha boca com vontade, e eu engasgava mas não tirava o mastro de dentro.
Deixei minha língua tocando no corpo da pica e pude sentir ela engrossando na minha boca enquanto ele dava uns gemidos mais intensos.
Me preparei e recebi todo aquele jato de leite dentro da minha boquinha, era quente e bem grosso.
Deixei o leite cair e aos poucos fui limpando a pica do meu macho.
Ele me levantou de novo e me deu um beijo sentindo o próprio gosto através da minha boca.
Nos ajeitamos, falei que eu tinha gostado muito, e ele disse que tava sempre por lá de noite casa eu quisesse repetir.
Dei outro beijo bem demorado no safado que retribuiu muito bem.
A vontade era de ir coma aquele macho pra motel e passar a noite inteira fudendo, mas só dei tchau e fui embora quase correndo pra conseguir pegar o ônibus.
Não paro de pensar naquele macho, bora ver se consigo um tempo de ir lá esse final de semana de novo.
-
Achei esse cara da foto bem no estilo do Carlos, largadão... e o tipo de corpo bem parecido também. Deixa aí pra atiçar a imaginação rs
Foto 1 do Conto erotico: Chupando e dando pro desconhecido na rua


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario titoprocura

titoprocura Comentou em 08/08/2020

Tesão cara !!! Adoro essas aventuras em lugares públicos e arriscados...rsrsrs

foto perfil usuario curiosoparaense

curiosoparaense Comentou em 27/09/2018

adorei, será que vc quer ir lá comigo?

foto perfil usuario claudiolima

claudiolima Comentou em 22/09/2018

Estive recentemente na estação das Docas em Belém, turistando. Inocente eu rs Não imaginei que rolasse lá!!!

foto perfil usuario olavandre53

olavandre53 Comentou em 22/09/2018

Amei. Ñ sabia q a Eatação virou point de pegação. Bjs




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


125152 - Depois da festa, acabei dando pro ficante da minha amiga. - Categoria: Gays - Votos: 51
125194 - Mamando o flanelinha na rua - Categoria: Fetiches - Votos: 19
125229 - Taxista casado não resistiu a minha boquinha - Categoria: Gays - Votos: 24
125515 - Cobrador ficou excitado no ônibus e eu aproveitei a chance - Categoria: Gays - Votos: 36
126618 - "Hétero" se animou com a namoradinha e veio se aliviar em mim - Categoria: Gays - Votos: 53
127254 - Paizão hétero até tentou, mas não resistiu ao meu rabinho. - Categoria: Gays - Votos: 74
127724 - Saí com um shortinho de uma amiga minha e tomei no cú - Categoria: Gays - Votos: 29
140146 - A mulher me recebeu, mas eu agradeci ao marido - Categoria: Gays - Votos: 26
141440 - Dois safados abusando de mim no ônibus da festa - Categoria: Gays - Votos: 20
142949 - Meu primo safado provocou tanto, que acabei dando pra ele. - Categoria: Gays - Votos: 39
144718 - Deixando o irmão da minha amiga louco de tesão - Categoria: Gays - Votos: 35
145392 - Entrou pra vender bombom mas meu deu pica - Categoria: Gays - Votos: 26
146601 - Experiência gostosa com o vigia do Hostel - Categoria: Gays - Votos: 13
147225 - Mamando meu tio casado na rede - Categoria: Gays - Votos: 25
149464 - Paizão gosta do perigo - Categoria: Gays - Votos: 19
152446 - Pai da minha amiga adora chupar um cú - Categoria: Gays - Votos: 32
153969 - Chupando o cara com piercing no pau - Categoria: Gays - Votos: 8
156467 - Gostoso da OLX voltou pra me dar leitinho - Categoria: Gays - Votos: 38
157885 - Pedreiro se aproveitou do meu rabinho - Categoria: Gays - Votos: 22
158582 - Virando puta na mão do gordinho gostoso - Categoria: Gays - Votos: 21
160025 - Meu colega de trabalho se revelou um safado no Carnaval - Categoria: Gays - Votos: 29
161244 - Conversa com o pai do meu ex terminou em sexo. - Categoria: Gays - Votos: 55
164202 - Provoquei meu tio e ele mordeu a isca - Categoria: Gays - Votos: 45

Ficha do conto

Foto Perfil passbelem-pa
passbelem-pa

Nome do conto:
Chupando e dando pro desconhecido na rua

Codigo do conto:
125745

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
22/09/2018

Quant.de Votos:
17

Quant.de Fotos:
1



amigo negro do meu filhohomem xhomem bhmulher mendiga conto eroticocontos deixo meu filho passar a mão na tô cabeludahistoria em quadrinhos meu selvagem e atrevido filhobucetas de varias racasquadrinhos eroticos acausinha em fiada da budinha da minha filinhacontos de ensesto de novinhas evangelicascheirar bunda da rainha bdsmarte de incestoConto meu cu cheio de leiteconto de corno bêbado e amigo mulher timidablog.10 tirou minha calsinha e meteu o paulzoofiliabrasil.video/sexo-com-cachorro/mulher-fazendo-suruba-com-animal-no-meio-do-mato.htmlquadrinhoseróticosinterracialconto eróticos fui bulinada dormindoConto porno putinha do velho desde de novinhacontos gay gostoso do tinder ele:carinhos e posicões que travestis adorammastubando xoxota e pai viu conto eroticokaçador35hq porno freira dando o rabo para o meninoconto erotici gey com foto com homemo negão da academia comeu meu cuzinhohq zoofilia ponor gay nus homem nudismoContos Eróticos De Comendo A Verafotos esposas vadia submisSa putas cadelasdescabacei a buceta da crentizinha magrela a fora - contos eroticoscontos eróticos de novinhas sendo arombadasContos eroticos maravilhosa ui amei ser fodida por aquele homem ai fode fodecontos / traindo o marido com o vizinho negao parte finalConto erótico pagando aposta do filhoprimeira vez contoseroticos gaycontos de menininha teemvelho e conto eroticocomi minha cunhada fabiana - contos eroticoscontos eróticos escravizado pelo office boyziora a esposa de moi ru wessexo três homensconto erotico de peguei no pau de um homem sem meu marido perceberconto erotico gay: tenho cinquwnta anos e dei meu rabo para um garoto de desesseteconto erotico engolindooh familia 2contos de empregadas evangelicassexo gai com pai taradovem minha ninfeta dança no meu pau contodando cuzinho virando menina contoconto erotico enganadaos peitinhos da minha filha nascendo contosconto erotico no carroContos gay pau pequenover historia erotica corno levano mulher cinema pornoenrabando minha cunhada gostosaso pica enorme cu gay contosesposa transandocontoseroticos o padre arrobandor de cuconto erotico brincando com o pau do titiocontos tiachupa garoto dotadoas coxas da minha mâe contos eroticosamadoras chorou quando pediu pro namorado enfiar so a cabecinha na boca dela mas ele enfiou a rola na garganta e ela engasgoumother and son cartoon pussynifeta safada contos eroticos hentay 2017 papai comendo a bucetinha da filinhaporno conto bandido e a donacontos descobrindo bissexualidademacho peludo dotado fode bixsFreira quadrinho rabaocostume de comer parente conto eroticawww.contos o amigo do meu pai me seduziu e me transformou em viadinhoex sogra contocontos eróticos brincadeira de descer a roupa pantsedDesenho erotico o dia da sograTransei com minha propria tiagostosa da minha irmã veio morar comigo no meu apartamento contoContos eroticos incesto apos a lua de melwww.padrasto descabaça enteadacontos comi minha mae e engravidei elabuceta inchada e ardida macho deixou para o cornoconto erotico esposa calca suplex negroquadrinho porno gayporno contos erotico fui para comer e fi comidoestava com s bogos doendo de tanto tezal pedi a minha namorada para eu meter no bucetao delaContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhaconto erótico submissãoimagens de homem macho transando com médico macho em quadrinhosxvideis 2017comi a minha tiaconto erotico passei a mao na tia na multidaocontos eróticos babáfotos coroas cu arrrgacadosconto erotico engravidano a prima lésbicacontoerotico vitamina94punheta na adolescência contos eroticoscontos eroticos casadas exibicionistas no motelcomi uma garotinha contossexo com profconto de gay em pescaria maitercontos de um corninho safadoConto gay o amigo do meu avô